www.igrejacristafiladelfia.com

>>IMPRIMIR PÁGINA.

PÁSCOA.

     

ÊXODO 12:1-141 E FALOU o SENHOR a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo: 2 Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano. 3 Falai a toda a congregação de Israel, dizendo: Aos dez deste mês tome cada um para si um cordeiro, segundo as casas dos pais, um cordeiro para cada família. Mas se a família for pequena para um cordeiro, então tome um só com seu vizinho perto de sua casa, conforme o número das almas; cada um conforme ao seu comer, fareis a conta conforme ao cordeiro. 5 O cordeiro, ou cabrito, será sem mácula, um macho de um ano, o qual tomareis das ovelhas ou das cabras. 6 E o guardareis até ao décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação de Israel o sacrificará à tarde. 7 E tomarão do sangue, e pô-lo-ão em ambas as ombreiras, e na verga da porta, nas casas em que o comerem. 8 E naquela noite comerão a carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas a comerão. 9 Não comereis dele cru, nem cozido em água, senão assado no fogo, a sua cabeça com os seus pés e com a sua fressura. 10 E nada dele deixareis até amanhã; mas o que dele ficar até amanhã, queimareis no fogo. 11 Assim pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a páscoa do SENHOR. 12 E eu passarei pela terra do Egito esta noite, e ferirei todo o primogênito na terra do Egito, desde os homens até aos animais; e em todos os deuses do Egito farei juízos. Eu sou o SENHOR. 13 E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito. 14 E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao SENHOR; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo. 

          INTRODUÇÃO

          Neste texto bíblico, revela a instituição da Páscoa ao povo de Israel, aí neste texto é a primeira Páscoa. Onde Deus falou a Moisés e Arão para instituirem esta festa no primeiro dos meses do ano, isto no calendário judaico, chamado mês Abibe, que corresponde no nosso calendário, mês de março/abril.

          CONTEXTO HISTÓRICO

          Desde o êxodo* do Egito o povo judeu celebra a Páscoa na primavera todos os anos.

          Os descendentes de Abraão, Isaque e Jacó passaram mais de quatrocentos anos na servidão do Egito, Deus então, com seus planos, suscitou* a Moisés e designou* como líder para tirar os israelitas da servidão do Egito. Entretanto, foi necessário Deus mandar 10 pragas no Egito para que faraó libertasse os cativos israelitas, porém, faraó fingia libertar e por fim não libertava. Na décima e derradeira praga, Deus mandou um anjo destruidor para a terra do Egito, para eliminar "todo primogênito", desde homens até animais (vers. 12).

          Mas os israelitas moravam no Egito, como escapariam? O Senhor emitiu uma ordem, se obedecessem esta ordem, escapariam e Deus traria proteção a eles. Cada família deveria tomar um cordeiro macho de um ano de idade, sem defeito e sacrificá-lo. Parte do sangue do cordeiro deveria ser aspergido nos umbrais e na verga da porta de sua casa, assim quando o destruidor passasse, pularia por cima e não destruiria esta casa, daí o termo: "pular além da marca", passar por cima", ou "poupar" (Ex 12:13, que significa Páscoa estes termos, do hebraico pesah.

          SIGNIFICADO DA PÁSCOA

          Através deste sangue do cordeiro morto, os israelitas foram protegidos da condenação à morte executada contra os primogênitos. Com isso, Deus quiz ensinar que se os israelitas fossem obedientes a esta ordem da redenção através do sangue, preparando para o advento da redenção pelo "Cordeiro de Deus", Jesus Cristo que tiraria o pecado do mundo (Jo 1:29).

          Festa em que os israelistas comemoram a libertação dos seus antepassados da escravidão no Egito. ... para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida. (Dt 16:3).

JOÃO 1:29 No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

          Páscoa, portanto, tem o sentido em outras palavras: redenção através do sacrifício e sangue, que prefigurou, ou seja, foi sombra da redenção de Jesus que nos remiu de nossos pecados, para não sermos destruídos, enfim, fomos resgatados do mundo, do pecado e de satanás, para vivermos conforme Cristo (Jo 1:36; Rm 3:23-24; Ef 1:7; Cl 1:14; I Tm 2:6; I Pe 1:18-19).

JOÃO 1:36 E, vendo passar a Jesus, disse: Eis aqui o Cordeiro de Deus.

ROMANOS 3:23-24 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; 24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

EFÉSIOS 1:7 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça,

COLOSSENSES 1:14 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados;

I TIMÓTEO 2:6 O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.

I PEDRO 1:18-19  18 Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, 19 Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado,

          ESTATUTO PERPÉTUO PARA OS ISRAELITAS

          O estatuto da páscoa aos israelitas era perpétuo (Ex 12:14), até a redenção de Jesus com seu sangue. Deveria ser cumprindo todo ano, no entardecer do dia quatorze do primeiro mês Abide* (Ed 6:19-22). Com isto, de geração em geração os hebreus (judeus), lembrariam que seus antepassados experimentaram o êxodo da terra do Egito e sua libertação da escravidão de Faraó, relembrando a redenção divina e livramento do Egito.

ESDRAS 6:19-22 19  E os filhos do cativeiro celebraram a páscoa no dia catorze do primeiro mês. 20  Porque os sacerdotes e levitas se purificaram como se fossem um só homem, todos estavam limpos; e mataram o cordeiro da páscoa para todos os filhos do cativeiro, e para seus irmãos, os sacerdotes, e para si mesmos. 21  Assim comeram a páscoa os filhos de Israel que tinham voltado do cativeiro, com todos os que com eles se apartaram da imundícia dos gentios da erra, para buscarem o SENHOR Deus de Israel;

          O sacrifício do cordeiro, deveria ser realizado em Jerusalém (Dt 16:1-6). Há vários textos bíblicos que comprovam a páscoa sendo realizado somente em Jerusalém, eis alguns (II Rs 23:21-23; II Cr 35:1).

DEUTERONÔMIO 16:1-6 1  GUARDA o mês de Abibe, e celebra a páscoa ao SENHOR teu Deus; porque no mês de Abibe o SENHOR teu Deus te tirou do Egito, de noite. 2  Então sacrificarás a páscoa ao SENHOR teu Deus, das ovelhas e das vacas, no lugar que o SENHOR escolher para ali fazer habitar o seu nome. 3  Nela não comerás levedado; sete dias nela comerás pães ázimos, pão de aflição (porquanto apressadamente saíste da terra do Egito), para que te lembres do dia da tua saída da terra do Egito, todos os dias da tua vida. 4  Levedado não aparecerá contigo por sete dias em todos os teus termos; também da carne que matares à tarde, no primeiro dia, nada ficará até à manhã. 5  Não poderás sacrificar a páscoa em nenhuma das tuas portas que te dá o SENHOR teu Deus; 6  Senão no lugar que escolher o SENHOR teu Deus, para fazer habitar o seu nome, ali sacrificarás a páscoa à tarde, ao pôr do sol, ao tempo determinado da tua saída do Egito.

II REIS 23:21-23 21  O rei deu ordem a todo o povo, dizendo: Celebrai a páscoa ao SENHOR vosso Deus, como está escrito no livro da aliança. 22  Porque nunca se celebrou tal páscoa como esta desde os dias dos juízes que julgaram a Israel, nem em todos os dias dos reis de Israel, nem tampouco dos reis de Judá. 23  Porém no ano décimo oitavo do rei Josias esta páscoa se celebrou ao SENHOR em Jerusalém.

II CRÔNICAS 35:1 ENTÃO Josias celebrou a páscoa ao SENHOR em Jerusalém; e mataram o cordeiro da páscoa no décimo quarto dia do primeiro mês.

          NOVO TESTAMENTO - A PÁSCOA E JESUS CRISTO

          Há alguns registros ainda no Novo Testamento da Páscoa, porém, até a redenção de Jesus Cristo, após isto, não se comemora mais a páscoa, a igreja não deve comemorar esta festa, isto só foi ordenança para Israel, pois o cumprimento do sentido se deu em Jesus, que é a nossa "páscoa". (Lc 2:41-43; I Co 5:7). Vemos que o próprio Jesus cumpriu a Páscoa (Jo 2:13), mas enquanto homem, para cumprir a justiça de Deus, mas vindo sua redenção, já não se tem mais esta ordenança, como vimos ele é nossa páscoa (I Co 5:7), e a páscoa era sombra das coisas futuras, pois a graça é completa, já a lei, não era completa (Cl 2:16-17; Hb 10:1).

LUCAS 2:41-43 41  Ora, todos os anos iam seus pais a Jerusalém à festa da páscoa; 42  E, tendo ele já doze anos, subiram a Jerusalém, segundo o costume do dia da festa. 43  E, regressando eles, terminados aqueles dias, ficou o menino Jesus em Jerusalém, e não o soube José, nem sua mãe.

JOÃO 2:13 E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.

I CORÍNTIOS 5:7 Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós.

COLOSSENSES 2:16-17 16  Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, 17  Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo.

HEBREUS 10:1 PORQUE tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam.

          A igreja hoje comemora a Páscoa?

          Não, isto foi só pra Israel com o único propósito já supracitado. O âmago* do evento da páscoa era a graça salvadora de Deus. Deus os tirou do Egito não por merecimento dos judeus, mas por amor e fidelidade ao seu concerto (Dt 7:7-10), e que indicava que nós hoje como igreja, no Novo Testamento, somos redimidos e salvos pela graça salvadora de Cristo, e graça significa: favor imerecido (Ef 2:8-10; Tt 3:4-5).

DEUTERONÔMIO 7:7-10 7  O SENHOR não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos; 8  Mas, porque o SENHOR vos amava, e para guardar o juramento que fizera a vossos pais, o SENHOR vos tirou com mão forte e vos resgatou da casa da servidão, da mão de Faraó, rei do Egito. 9  Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos. 10  E retribui no rosto qualquer dos que o odeiam, fazendo-o perecer; não será tardio ao que o odeia; em seu rosto lho pagará.

EFÉSIOS 2:8-10 8  Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9  Não vem das obras, para que ninguém se glorie; 10  Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

TITO 3:4-5 4  Mas quando apareceu a benignidade e amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens, 5  Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo,

          Como dito já em I Co 5:7, Cristo é nossa páscoa, e hoje já temos a realidade profética que para os hebreus eram sombras, estavam obscuras a eles, portanto, nós igrejas não temos a ordenança da páscoa. Quem ensina a comemorar esta data é o catolicismo romano, além do mais, nem eles mesmos comemoraram a verdadeira páscoa, mas sim uma "falsa páscoa". Como vemos no texto de êxodo 12 no início deste estudo, deveria matar um cordeiro de um ano (Ex 12:5), deveriam aspergir o sangue nas ombreiras das portas para escapar da mortandade, comer a carne do cordeiro assado, com pães asmos e ervas amargosas (Ex 12:8), além do sacrifício que deveria ser em Jerusalém Dt 16:1-6) e por ai vai. Mas isto era o ritual verdadeiro da páscoa, porém, o propósito era somente para os israelitas em prol do escape e livramento do Egito, e isto não tem nada a ver na dispensação da igreja.

          COELHO E OVO DE PÁSCOA

          A tradição católica e principalmente do brasileiro é que na páscoa tem-se como símbolo o coelho e o ovo de chocolate. Diante da Bíblia, isto é uma estratégia do inimigo, satanás, vejamos:

* Pra começar, coelho não bota ovo, e coelho era no Antigo Testamento um animal imundo e satanás é especialista em perverter e contrariar a Palavra de Deus (Lv 11:5; Dt 14:7).

* Ovo e nem chocolate não tem nada a ver com os princípios da páscoa. Se analisarmos bem, a Páscoa deveria comer: "... carne assada no fogo, com pães ázimos; com ervas amargosas ... (Ex 12:8). Estas ervas amargosas, tinha um sentido espiritual, de que trariam lembrança dos tempos amargos de escravidão no Egito (Rm 6:21), mas satanás como em tudo gosta de perverter e mudar a glória de Deus em mentira, coloca o ovo de chocolate, algo saboroso e doce mas demonstrar ao contrário e levar esta idolatria as casas das famílias (Rm 1:23; Jo 8:44; 1 Co 10:14).

LEVÍTICOS 11:5 E o coelho, porque rumina, mas não tem as unhas fendidas; esse vos será imundo;

DEUTERONÔMIO 14:7 Porém estes não comereis, dos que somente ruminam, ou que têm a unha fendida: o camelo, e a lebre, e o coelho, porque ruminam mas não têm a unha fendida; imundos vos serão.

ROMANOS 6:21 E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte.

ROMANOS 1:23 E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

JOÃO 8:44 Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.

I CORÍNTIOS 10:14 Portanto, meus amados, fugi da idolatria.

          Esta idolatria do coelho e ovo de chocolate na páscoa é para perverter o coração do povo, assim como satanás inclausurou na mente sobre o natal, fazendo com as atenções não fossem a Jesus, mas sim ao papai Noel.

          SIMBOLOGIAS E SIGNIFICADOS DOS TERMOS SOBRE A PÁSCOA

* Êxodo 12:5, fala de um cordeiro sem mácula: prefigura a impecabilidade de Cristo, o perfeito Filho de Deus (Jo 8:46; Hb 4:15).

JOÃO 8:46 Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?

HEBREUS 4:15 Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.

* Êxodo 12:5, fala de um cordeiro macho: porque prefigura que o Cordeiro de Deus, Jesus, é homem (I Tm 2:5).

I TIMÓTEO 2:5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

* Êxodo 12:5, afirma ainda um cordeiro de um ano: prefigura que Jesus seria sacrificado cedo, como foi aproximadamente 33 anos de idade (Lc 3:23).

LUCAS 3:23 E o mesmo Jesus começava a ser de quase trinta anos, sendo (como se cuidava) filho de José, e José de Heli,

* Êxodo 12:6, fala que sacrificaria à tarde: profecia que se cumpriu em Jesus, pois prefigurou que Jesus morreu à tarde, ou seja, foi sacrificado por nós a tarde (Mt 27:45; Lc 23:44-46).

MATEUS 27:45 E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona.

LUCAS 23:44-46 44  E era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até à hora nona, escurecendo-se o sol; 45  E rasgou-se ao meio o véu do templo. 46  E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou.

          Esta hora nona que relata ambos os versículos, refere-se ao calendário judaico, em que o dia começa as 6h e não as 12h (meia-noite) como no nosso calendário, e se formos contar da 6 horas da manhã mais 9 horas, chegamos as 3 horas da tarde, cumprindo-se então a profecia que Jesus morreu a tarde.

* Êxodo 12:7, fala da aspersão do sangue nas ombreiras das portas: o propósito do sangue nas vergas das portas era salar da morte o filho primogênito de cada família, isto prenunciava que o derramamento do sangue de Jesus na cruz, nos salvaria da morte e da ira de Deus contra o pecado (Ex 12:13, 23, 27; Hb 9:22). Demonstrando que através desta fé obediente, resultaria na redenção mediante o sangue, no caso da igreja, no sangue de Jesus Cristo.

ÊXODO 12:13, 23, 27 13  E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito. ... 23  Porque o SENHOR passará para ferir aos egípcios, porém quando vir o sangue na verga da porta, e em ambas as ombreiras, o SENHOR passará aquela porta, e não deixará o destruidor entrar em vossas casas, para vos ferir. ... 27  Então direis: Este é o sacrifício da páscoa ao SENHOR, que passou as casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu aos egípcios, e livrou as nossas casas. Então o povo inclinou-se, e adorou.

HEBREUS 9:22 E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.

* Êxodo 12:8, fala em comer carne assada: prefigurava esta ordenança de que Jesus seria pisado, maltratado, moído por causa das nossas transgressões, e que através disso, seríamos sarados (Is 53:5; I Pe 2:24).

ISAÍAS 53:5 Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

I PEDRO 2:24 Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.

* Êxodo 12:8, fala também sobre os pães ázimos que se comeria também: esses pães ázimos representavam a separação entre os israelitas redimidos e o Egito, o mundo e o pecado (Ex 12:15). Enfim, era pão sem fermento, visto que, fermento normalmente simboliza o pecado e a corrupção (Mt 16:6; I Co 5:8).

ÊXODO 12:15 Sete dias comereis pães ázimos; ao primeiro dia tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel.

MATEUS 16:6 E Jesus disse-lhes: Adverti, e acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.

I CORÍNTIOS 5:8 Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade.

* Êxodo 12:8, fala de ervas amargosas: simbolizava que estas ervas amargosas trariam à lembrança os tempos amargos da escravidão no Egito (Rm 6:21).

ROMANOS 6:21 E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte.

         

          VOCABULÁRIO

Âmago: o centro, íntimo, a parte fundamental. 
Designar: indicar; nomear.
Êxodo: saída; libertados.
Suscitar: fazer aparecer; provocar, etc.

 

          REFERÊNCIAS

BÍBLICO, MUNDO. Bíblia e Enciclopédia Digital, versão 1.0 gratuita. Rua do Apeadeiro, 1 - Torre de Vilela, Coimbra - Portugal. www.mundobiblico.net.

EBENEZER, Dicionário Bíblico. Dicionário digital, versão 3.5. Desenvolvido por Marcelo de Lima Araújo.

PENTECOSTAL, Bíblia de Estudo.  Revista e corrigida - editoração CPAD, edição de 1995.

PORTUGUESA, Dicionário da Língua Portuguesa digital. Site Priberam Informática. Disponível em: <http://www.priberam.pt/dlpo/dlpo.aspx>. Acesso em: mar. 2009.

SAGRADA, Bíblia. Traduzida em português por João Ferreira de Almeida. Corrigida, Fiel ao texto original. Versão digital 5.5, programado por Marcelo Ribeiro de Oliveira, jan. 2005.

TONET, Diácono Jadiel. Estudos bíblicos. 06 a 07 de abr. 2009.

 

Fonte: Diácono Jadiel Tonet - 06 e 07/04/2009.